www.drglauciosiqueira.com

Conheça o nosso Website Oficial - www.drglauciosiqueira.com - saiba sobre a Osteopatia / Especialidades / Atendimento / e muito mais informações.

10 de mai de 2011

HÉRNIA DE DISCO

HÉRNIA DE DISCO

A nossa coluna vertebral é formada a partir de vértebras agrupadas por regiões ou curvaturas. Entre as vértebras cervicais, dorsais e lombares existem estruturas compostas de tecido cartilaginoso e elástico denominadas de Discos Intervertebrais. Tais estruturas têm a principal função de suportar o peso corporal, amortecendo o seu impacto sobre a coluna, e impedindo o contato direto entre as vértebras durante os movimentos.
O disco intervertebral possui basicamente duas estruturas, o núcleo pulposo de uma consistência semelhante de um creme dental; e o anel fibroso, composto de várias lâminas (ou camadas) de colágeno. Essas camadas apresentam o colágeno em fibras com diferente em cada nível do anel fibroso (entre uma camada e outra), o que lhe maior resistência às forças de tensões aplicadas sobre o disco.



A ruptura dessas camadas, ou seja, do anel fibroso, torna o disco vulnerável, incapacitado de exercer sua função e permite que o núcleo pulposo se desloque. Esse deslocamento é o que caracteriza a hérnia de disco. A direção desse deslocamento e as estruturas comprometidas no processo, basicamente, é o que define o tipo de sintoma e a classificação da hérnia sofrida pelo indivíduo.



Sendo assim, a HÉRNIA DE DISCO "é deslocamento de um seqüestro do anel e/ou núcleo pulposo no canal vertebral ou forame de conjugação, de modo que o fragmento deslocado é fixado em posição patogênica. A inflamação da raiz nervosa resulta da pressão mecânica, irritação química e resposta auto-imune do organismo. O paciente apresenta uma dor ciática verdadeira".



AVALIAÇÃO E TRATAMENTO

A avaliação através da OSTEOPATIA é realizada através da inspeção do paciente, testes ortopédicos, neurológicos e testes especiais específicos. Desse modo é possível identificar as alterações presentes e elaborar o diagnóstico, a partir do qual será realizado o tratamento. Caso, seja necessário, é solicitado a realização de exames de imagens como radiografia e ressonância magnética, por exemplo.
O tratamento osteopático das hérnias de disco é composto de técnicas específicas para ligamentos, músculos, liberação do trajeto nervoso, fáscia e estruturas ósseas e articulações, dentre outras, e técnicas especiais para o disco intervertebral que permitem interromper o seu contato com a raiz nervosa, gerando grande alívio e redução ou eliminação da irradiação. Após algumas consultas de tratamento com Osteopatia, 
quando o paciente não apresenta mais quadro álgico (dor) já está em boas condições de iniciar a fase seguinte de reabilitação. 




O PILATES associado a exercícios de estabilização vertebral representa um importante e muito eficaz método de se conseguir a estabilidade articular da coluna, melhorando o tônus e força muscular, postura, propriocepção, consciência corporal, flexibilidade, equilíbrio e postura.



E assim, proporciona ao paciente segurança ao retornar às suas atividades diárias e profissionais.

Fonte: François Ricard, 2003.
Fonte: Joseph Hubertus Pilates, 2010.

Obrigado pela sua visita!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.